Curso de Campo

por Portal PPGECO
Publicado: 08/08/2018 - 16:58
Última modificação: 24/06/2019 - 14:07

Para visualizar o cronograma detalhado de cada ano, basta clicar nos links no fim da página.

A Ecologia de Campo trata-se de uma disciplina optativa do Programa que possui 06 créditos, ou seja, 90 h/a. São, em média, 2 semanas de total imersão nas atividades de campo como, coletas e análises, além de Workshops e apresentações. Já ocorreu no Parque Estadual Serra de Caldas, em Caldas Novas-GO (PESCAN) e, também, na Estação Ecológico de Pirapitinga-ICMBio.

Na primeira parte do curso de campo, os discentes são estimulados a organizar, analisar, apresentar e redigir as primeiras versões dos relatórios. Em um segundo momento, os alunos de mestrado desenvolverão projetos individuais baseados na experiência prévia dos projetos em grupo. 

Já os doutorandos são incentivados a orientar projetos em grupos, uma atividade que vão exercer após a conclusão do doutorado e início da carreira de Docência. O curso de Campo, é a espinha dorsal que sustenta a qualidade do Programa.

Todo o deslocamento dos participantes, discentes, docentes e pós-doc, além da hospedagem e alimentação, são custeados pelo Programa.

 

Informes aos Docentes

As práticas devem abordar conceitos e questões de interesse ecológico, de ecologia comportamental ou de história de vida. Não existe obrigatoriedade de que cada professor ministre a prática dentro de seu grupo de estudo, improvisem em função de coisas interessantes que estiverem acontecendo (mais importante que o táxon é o conceito trabalhado).

As práticas devem ser conduzidas de forma a gerar resultados quantitativos, passíveis de análises estatísticas. Na medida do possível, tentem obter amostras replicadas. A cada dia os professores assumirão um dos grupos (5-6 pessoas cada) para as práticas.

Os dados deverão ser coletados de manhã (até às 11:30 h), analisados à tarde (até às 18:00 h) e apresentados oralmente à noite. Ao final de cada apresentação os professores devem informar aos alunos o que eles farão no dia seguinte.

Lembrar de levar bibliografias pertinentes às aulas dadas para fins de embasamento dos relatórios.

Lembrar de levar o equipamento necessário para as práticas; se for coisa volumosa mandar no primeiro dia, com as peruas.

Lembrar que os alunos vão ter de desenvolver um projeto final individual e que a prática ministrada pode ser aprimorada por alguns deles no final da disciplina, neste caso o professor responsável será o “orientador” e deverá emitir parecer sobre o relatório final.

É obrigação do professor que ministrou a prática avaliar o relatório desta.

 

Informes aos Alunos

Segurança é quesito básico para qualquer profissional, use perneiras toda vez que for para o campo.

Não é permitido o uso de bebidas alcoolicas.

Os alunos que costumam se estender em conversas a noite devem respeitar os colegas que foram dormir, mantendo o silêncio.

Discutam com colegas e professores as possibilidades de projeto final antes da ida.

Solicitem o material necessário para a realização da sua prática com os professores e monitores.

Durante o curso, os alunos devem estar prontos para o café da manhã às 7:00 h, a saída dos professores para o campo será às 7:30 h.

O intervalo do almoço será das 12 às 13h.

As apresentações dos relatórios (15 minutos cada) serão feitas antes da janta (18:30-19:30 h).

O jantar será servido as 20:00 h.

À noite (21:00 h) os alunos deverão trabalhar na elaboração/correção de relatórios ou estar disponíveis para eventuais práticas observacionais (qualitativas e livres de relatórios).

Os projetos finais devem ser feitos individualmente e conter resultados quantitativos (teste de hipóteses ou quantificações mais detalhadas).

Quando de volta para Uberlândia os alunos terão 30 dias para conclusão e apresentação do relatório do projeto final.

Os alunos integrantes de cada um dos dois grupos serão definidos por sorteio.

Os professores esperam dos alunos empenho, seriedade, dedicação, envolvimento físico e intelectual. As coletas de dados nas aulas práticas devem ser feitas com profissionalismo, pois os dados poderão ser utilizados por alguém para fins de relatório final e, quem sabe, publicação.

 

Informes aos Monitores

Compete aos monitores assessorar os professores em campo, cuidando da ida e vinda dos equipamentos utilizados pelas equipes, organização e vigilância pela higiene dos laboratórios, equipamentos e alojamentos.

Verificar se os alunos estão obedecendo às normas de segurança.

Assessorar os alunos na confecção dos relatórios e coleta de dados, inclusive os do projeto final.

Após receber os requerimentos de matrícula em disciplina isolada, o Colegiado do curso fará a seleção final dos candidatos, respeitando o número de vagas oferecidas na disciplina e também a seguinte lista de prioridades: 

1º- Candidatos que sejam alunos da UFU, já matriculados regularmente em cursos de mestrado ou doutorado;

2º- Candidatos que sejam alunos de outras  IFES, já matriculados regularmente em cursos de mestrado ou doutorado;

3º- Candidatos em geral que possuam apenas o curso de graduação e não sejam alunos regularmente matriculados em cursos de pós-graduação.